magazinedmtech

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Recentemente, assisti a uma reportagem no Programa Global "Profissão Repórter" que tratava da Violência nas Escolas.




Nessa reportagem, foi mostrado o quanto o comportamento dos alunos do EJA (Educação de Jovens e Adultos) difere do comportamento dos alunos da Educação Básica (Ensino Fundamental e Médio).

Existe um abismo que separa o comportamento rebelde e inconsequente da criança e adolescente do comportamento responsável e compassivo do adulto. 

Digo isso com propriedade e conhecimento de causa, pois frequentei os bancos da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) por, aproximadamente, 5 (cinco) maravilhosos e enriquecedores anos de minha vida.

Durante essa minha experiência acadêmica, ouvi muitas vezes professores agradecendo pelo fato de lecionarem numa Universidade. Geralmente, quem chega a fazer um Curso Superior sabe a importância que a Educação tem na construção de uma Sociedade mais justa, onde cidadãos sabem cobrar os seus DIREITOS e cumprir com seus DEVERES.

Quando assisti aos vídeos, mostrando a realidade de muitas escolas brasileiras no que diz respeito a VIOLÊNCIA, surgiu um questionamento que foi rapidamente respondido.

Quando se é adulto, existe uma maturidade que permite perceber a importância das OPORTUNIDADES PERDIDAS. Já as crianças e adolescentes, pensam que podem se dar ao luxo de PERDER OPORTUNIDADES.

Existe um ditado que diz: "Só aprendemos a dar valor àquilo que PERDEMOS!"

Se todos os pais e mães desse nosso Brasil aprendessem a ABANDONAR os seus filhos (ABANDONAR não no sentido de rejeitar ou desprezar, mas no sentido de fazer a criança perceber a falta da presença dos pais e de como essa presença é valiosa), com certeza, o trabalho da escola seria otimizado. Considero a família uma instituição facilitadora do trabalho da Escola. Quando a família dá tudo que o filho pede ou exige, perde-se uma ótima oportunidade de transmitir valores à criança. Acredite, um dos maiores valores que a família pode ensinar aos filhos é o LIMITE. Uma criança que não sabe perder dificilmente aprenderá a VALORIZAR o que ganha.

Uma forma de educar nossos filhos adequadamente é através da aplicação do conceito de MERITOCRACIA. Através da meritocracia os pais e mães determinam o quanto os filhos devem PERDER ou GANHAR de acordo com os critérios de MERECIMENTO.

Minha Neurologista falava muito da importância da palavra NÃO nas vidas das pessoas. Ela sempre dizia: "Devemos dizer um SIM às boas oportunidades e um NÃO convicto quando for necessário. E, acredite, quase sempre é necessário!".

AUTOR DO TEXTO: Denio Medeiros de Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário