magazinedmtech

domingo, 9 de outubro de 2011

POESIA DE BIPOLAR SÓ RIMA NO FINAL...

TER BIPOLARIDADE É UMA DICOTOMIA: DE UM LADO O VAZIO INTERIOR DA DEPRESSÃO E DO OUTRO A MANIA PREENCHENDO A ESCURIDÃO.

A Bipolaridade criou em mim
Uma realidade alternativa
Onde eu era um semideus.

Meus pensamentos voavam
E me fazia flutuar sem sair do lugar,
Pois voar sem ASAS
E pensar SER um ANJO CAÍDO
É algo típicamente BIPOLAR.

Até que um dia,
Contemplando a CRIAÇÃO
Do verdadeiro DEUS
Cujas FRONTEIRAS e LIMITES
Não cabem nos RÓTULOS da HUMANIDADE,
Me tornei criatura novamente.


Com a Força de um Touro,
A Beleza de um Pavão,
A Perspicácia de uma Serpente
E o Barulho de um Trovão.

AUTOR DO TEXTO: Denio Medeiros de Araújo


Nenhum comentário:

Postar um comentário